Corrija a orelha de abano ainda na infância

A otoplastia tem a função de corrigir alterações no formato da orelha. Geralmente é utilizada para melhorar a aparência das famosas orelhas de abano, mas também pode ser usada...

Corrija a orelha de abano ainda na infância

A otoplastia tem a função de corrigir alterações no formato da orelha. Geralmente é utilizada para melhorar a aparência das famosas orelhas de abano, mas também pode ser usada para a correção de sequelas traumáticas ou congênitas das orelhas.

Com relação à orelha de abano, existem diversos graus de alteração, que são classificados em leves ou graves.

Como tal problema começa a incomodar já na infância, muitas vezes em decorrência do convício escolar, a cirurgia corretiva pode ser feita a partir dos sete anos de idade, faixa etária que a cartilagem da orelha já se desenvolveu e fica próxima ao que será na vida adulta.

Para o procedimento o paciente recebe anestesia local com sedação. A partir daí, é feita uma incisão atrás de cada orelha para retirar o excesso de pele e remodelar a cartilagem auricular.

Os pontos de fixação são os que mantêm a nova anatomia da orelha. Toda a técnica demora cerca de uma a duas horas e a alta hospitalar se dá no mesmo dia.

Os cuidados após a cirurgia são a garantia de um bom resultado.

Por isso, é necessário que o paciente mantenha as orelhas bem posicionadas com o uso de uma faixa por um mês, retirando-a somente na hora do banho, quando a cicatriz de cada orelha deve ser limpa e seca com atenção.

O retorno às atividades, como ir à escola, está autorizado com menos de uma semana após a cirurgia.

Cuidados para evitar qualquer trauma na orelha precisam ser seguidos.

Se o paciente usar óculos, as hastes devem ser colocadas por cima do curativo.

Dr Fernando Rodrigues, cirurgião plástico