fbpx
10 de novembro de 2020

Quais as diferenças entre lipoaspiração e lipoescultura?

Quais as diferenças entre lipoaspiração e lipoescultura?
Por: Dr. Fernando Rodrigues

Quando falamos de lipoaspiração e lipoescultura, a confusão é comum.

Existem certos limites que definem as duas cirurgias estéticas que, embora pareçam semelhantes, têm objetivos diferentes.

Cada um é realizado em um contexto específico, respondendo às necessidades das pessoas que vão realizar essa intervenção.

No artigo de hoje, esclareceremos suas dúvidas explicando a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura, dois procedimentos de cirurgia plástica que permitirão você se livrar da gordura localizada e modelar sua silhueta.

Quais as diferenças entre lipoescultura e lipoaspiração?

A diferença fundamental entre uma lipoescultura e uma lipoaspiração é o uso da gordura extraída. Pode parecer estranho, mas a verdade é que essa é toda a diferença que existe.

De fato, a maioria das vezes os dois termos são usados de forma intercambiável, tanto pelos pacientes, quanto entre alguns cirurgiões.

Ambas as técnicas consistem em remover a gordura por cânulas finas de sucção, mas, no caso da lipoaspiração, essa gordura é completamente descartada, enquanto no caso da lipoescultura, parte dessa gordura é reutilizada para moldar o corpo de quem se submete a cirurgia.

Existe alguma diferença na técnica cirúrgica?

Sim, é de vital importância que as células adiposas extraídas sobrevivam, se quisermos, reintroduzi-las no corpo humano.

Por esse motivo, a extração da gordura na realização de uma lipoescultura deve ser realizada com cânulas especiais e com uma pressão de sucção mínima para que seja infiltrada nas áreas que você deseja volumizar e reparar.

Caso contrário, essas células morrerão e serão reabsorvidas pelo organismo do paciente, não cumprindo a função esperada. Portanto, o resultado final não será o desejado.

Powered by Rock Convert

Candidatos: para quem é recomendado?

Um bom candidato para esse tipo de cirurgia precisa ter um peso corporal próximo ao ideal de acordo com sua idade, tamanho e sexo e ter acúmulos de gordura resistentes a exercícios e regimes alimentares.

Mas atenção! Nenhum dos dois procedimentos são métodos adequados para pessoas com obesidade, pois podem representar sérios riscos sem fornecer resultados estéticos.

As quatro características a seguir são essenciais para uma pessoa que deseja recorrer a uma dessas intervenções, pois dessa forma há garantia total de obter os resultados esperados sem complicações:

  1. Pessoas com grupos de gordura localizada, especialmente resistentes a dietas e exercícios;
  2. Pessoas com pele elástica e firme;
  3. Pessoas que têm um bom estado de saúde, tanto físico quanto emocional;
  4. Pessoas com desejos realistas e que são conscientes de suas expectativas.

A importância de operar com um cirurgião plástico certificado

A cirurgia plástica é um assunto que permanece tabu em nossa sociedade. 

Existem histórias de casos que nos deixam com medo de ter um procedimento, no entanto, a maioria deles faz parte de uma negligência médica de um cirurgião plástico que não é certificado.

Às vezes, muitos pacientes se empolgam com o custo da cirurgia, pois na maioria das vezes é uma fração do preço original.

A cirurgia plástica é um procedimento cirúrgico muito importante, portanto, a decisão que deve ser tomada é informar sobre a clínica, os estudos, a cirurgia a ser realizada e as revisões do cirurgião que você está pensando em escolher.

A escolha de um bom cirurgião garante uma melhor experiência e excelentes resultados, exatamente como você espera. Faça sua pesquisa e cuide dos falsos praticantes deste campo.

Ficou claro para você a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura?

Se quiser ler mais artigos semelhantes a esse, recomendamos que acompanhe o nosso blog. Toda semana publicamos artigos bem interessantes para você.

Aproveite também para conhecer melhor o Dr. Fernando — registrado como cirurgião plástico no Conselho Federal de Medicina (CFM) e na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Te vejo no próximo artigo!