Conheça 4 ações eficientes para cicatrização da cesárea

por Dr. Fernando Rodrigues |  20 de junho de 2018

O parto normal é muito recomendando para as gestante, mas muitas mulheres optam pela cesariana. Assim, além de a recuperação ser mais complexa, surge um pequeno problema ao fazer essa cirurgia: a cicatriz da cesárea. Porém, não se desespere! Há grandes chances de que ela fique melhor — principalmente após um ano...

Conheça 4 ações eficientes para cicatrização da cesárea

O parto normal é muito recomendando para as gestante, mas muitas mulheres optam pela cesariana. Assim, além de a recuperação ser mais complexa, surge um pequeno problema ao fazer essa cirurgia: a cicatriz da cesárea.

Porém, não se desespere! Há grandes chances de que ela fique melhor — principalmente após um ano do parto, devido aos médicos hoje em dia terem como uma de suas prioridades a questão estética da cirurgia.

Agora, para as mamães que querem logo se ver livres dessa indesejada cicatriz, existem atualmente várias técnicas e tratamentos com a finalidade de amenizá-la. E, neste post, separamos algumas delas para você. Confira!

1. Laser fracionado

O laser fracionado é um tratamento estético que emite microfeixes de luz, atingindo pontos específicos e profundos da pele. Quando ela cicatriza, a sua produção do colágeno é estimulada, o que a retrai. Com isso, a aparência da cicatriz melhora, pois há um esticamento da pele.

O tratamento não é indicado para pessoas que tenham problemas de pele, pelo fato de causar queimaduras, podendo piorar seus sintomas. Ainda assim, o risco de a derme ser atingida é muito baixo nesse tratamento.

O seu alvo é a água, e sua ação se concentra na epiderme, a camada mais superficial da pele. Assim, é possível a remoção de camadas inteiras da pele na profundidade determinada pelo operador do aparelho.

2. Abdominoplastia

A cirurgia de abdominoplastia tem o objetivo de achatar o abdômen, retirando o excesso de gordura e de pele. Ela é um ótimo procedimento para mulheres que já passaram por várias gestações, sofrendo, assim, grandes variações corporais — principalmente no abdômen, que fica flácido, além da cicatriz da cesárea.

Por meio desse procedimento, quase sempre é possível retirar a parte da pele onde se encontra a cicatriz. Ainda assim, isso varia de caso para caso.

3. Luz Intensa Pulsada

Outra opção, também usada no tratamento de cicatrizes, é a Luz Intensa Pulsada. Essa técnica é realizada com o auxílio de um aparelho que tem uma lâmpada de alta energia, amenizando a consistência densa e o aspecto avermelhado das cicatrizes.

Assim como o laser, a Luz Intensa Pulsada gera calor na pele sem provocar nela cortes ou alterações.

4. Exérese cirúrgica

Nos casos de queloides e cicatrizes muito espessas, o procedimento recomendado costuma ser a correção cirúrgica. O procedimento é feito com o objetivo de produzir uma nova cicatriz — só que, dessa vez, com o acompanhamento do médico, para garantir uma reconstrução melhor dos tecidos.

A cicatriz é retirada e o paciente é encaminhado para a betaterapia, que é um tipo de radioterapia. Esta, então, atua auxiliando a nova cicatriz a não hipertrofiar, nem se transformar novamente em queloide.

Bom, em síntese, a cicatriz da cesárea é algo que incomoda muito as mulheres. Mas, como vimos, graças às técnicas de hoje se tornou possível a melhora do seu aspecto.

É importante destacar, por fim, que se você tem uma cicatriz de cesárea e pretende ter mais filhos, é melhor deixar a realização de qualquer procedimento para depois, quando não quiser ter mais filhos.

E aí, curtiu nosso post sobre tratamentos para a cicatriz da cesárea? Ele foi útil para você? Sobrou alguma dúvida? Deixe o seu comentário e compartilhe sua opinião conosco!