fbpx

Quais resultados vou obter com a mastoplastia?

por Dr. Fernando Rodrigues |  17 de abril de 2019
Quais resultados vou obter com a mastoplastia?

Atualmente, o Brasil ocupa o 2º lugar no ranking de países que mais realizam cirurgias plásticas. Entre as cinco mais procuradas, duas estão relacionadas às mamas. A mamoplastia de aumento está em 2º lugar na preferência das brasileiras, enquanto o lifting de mamas, também chamado de mastopexia, ocupa a 5ª posição.

No entanto, existem outras cirurgias populares nos seios, como a mastoplastia. Conhecido como mamoplastia redutora, esse procedimento visa diminuir o tamanho das mamas, deixando o seu contorno mais harmônico em relação ao corpo. Além disso, pode-se diminuir alguns incômodos, como o excesso de peso e as inseguranças com a aparência.

Neste post, explicaremos o que é a mastoplastia, como ela é feita, para quem é recomendada, quais são os resultados esperados e qual é a diferença entre mamoplastia redutora e mastopexia. Confira!

O que é e como é feita a mastoplastia?

A mastoplastia é um procedimento cirúrgico que visa diminuir o tamanho e o volume dos seios. O objetivo é deixar as mamas proporcionais entre si e em relação ao restante do corpo. Para tanto, a paciente deve se consultar com um cirurgião plástico, que poderá sugerir qual é a melhor abordagem cirúrgica.

A anestesia depende do caso e da preferência do médico, podendo ser usada geral, peridural ou sedação com anestesia local. A incisão mais comumente usada é chamada de “T invertido”, visto que circunda a aréola, desce em linha vertical até o sulco mamário e, por fim, contorna a base do seio. No entanto, dependendo da quantidade de tecido que será retirado, pode-se fazer cortes apenas ao redor da aréola ou em formato de “L”.

Depois, o cirurgião retirará tecido mamário, gordura e excesso de pele conforme o necessário. Ao fim, a mama será remodelada em um tamanho natural e de aparência jovial. Se for o caso, o médico insere, neste momento, uma prótese de silicone. As cicatrizes ficam escondidas em locais que não aparecerão quando a mulher usar biquíni ou sutiã.

Powered by Rock Convert

Quais são as indicações dessa cirurgia?

A cirurgia é indicada para mulheres que se sentem incomodadas com o tamanho exagerado dos seios, o que pode causar problemas nas costas, como dores e desvio da coluna, de autoestima, ferimentos nos ombros por conta da alça do sutiã e dermatite nas regiões de dobras.

O excesso do peso das mamas faz com que, na maioria das vezes, o aspecto dos seios fique flácido e caído. Assim, a cirurgia também é útil para corrigir a aparência, devolvendo a jovialidade e o contorno arredondado das mamas.

Quais resultados devem ser esperados?

  • melhora da autoestima e confiança da mulher;
  • aparência jovial e firme das mamas;
  • fim da dor nas costas e nos ombros;
  • fim das dermatites por conta da fricção do sutiã ou das dobras;
  • melhora da postura e do equilíbrio.

Qual é a diferença para a mastopexia?

A motivação para realizar uma mastopexia é diferente da mastoplastia, visto que, no primeiro caso, a queixa são mamas caídas e flácidas, não o tamanho exagerado. Afinal, mesmo seios pequenos podem ficar com aparência pendente, o que é normal com o envelhecimento, após a amamentação e também quando há emagrecimento rápido.

A técnica da mastopexia é conhecida como mamoplastia de elevação, visto que os tecidos excedentes são retirados, devolvendo aos seios um aspecto jovem e consistente.

E então, entendeu o que é a mastoplastia e para quem ela é indicada? Como você deve ter percebido, existem diversas técnicas cirúrgicas para melhorar o aspecto das mamas e devolver a autoestima à mulher. Para saber qual é o procedimento ideal, o indicado é conversar com um cirurgião plástico.

Quer saber mais sobre outros procedimentos cirúrgicos nos seios? Então, leia nosso post a respeito de lifting das mamas!