Aumento das Mamas


O aumento das mamas com implantes de silicone tem como objetivos aumentar o tamanho e a projeção dos seios, melhorando o equilíbrio corporal e a autoestima

Aumento das Mamas

Cirurgia plástica de aumento dos seios, Prótese de mama, Implante de mama, Mamoplastia de aumento com implantes de silicone, Mastoplastia de aumento com próteses de silicone

O aumento das mamas com implantes de silicone (mamoplastia de aumento) tem como objetivos aumentar o tamanho e a projeção dos seios, melhorar o equilíbrio corporal, além de elevar a autoestima e a confiança da paciente. Na escolha do melhor tamanho e do formato do implante é muito importante considerar a proporção das mamas em relação ao corpo, a altura da paciente, a largura torácica, a medida da base das mamas, a quantidade de gordura sob a pele e a elasticidade da pele das mamas. É importante mencionar que o uso isolado de implantes de silicone não corrige seios muito caídos ou flácidos.

Na cirurgia de aumento das mamas (mamoplastia), as vias de acesso utilizadas para a inclusão dos implantes de silicone são: inframamária (cicatriz escondida debaixo do sulco de cada mama), periareolar (cicatriz camuflada na parte inferior de cada aréola) e a axilar (cicatriz escondida em cada axila, sem cicatrizes nas mamas). Em qualquer uma dessas vias as incisões são pequenas e os implantes de silicone podem ser inseridos na frente ou atrás dos músculos peitorais, em lojas subglandulares (atrás das glândulas mamárias), lojas subfasciais (atrás da fáscia dos músculos peitorais, sem descolá-los) ou lojas submusculares (atrás dos músculos peitorais).

A cirurgia de aumento das mamas através da inclusão de implantes de silicone pode ser realizada isoladamente ou se associar a outros procedimentos, tais como: levantamento das mamas (mastopexia), lipoaspiração e cirurgia plástica do abdome (abdominoplastia). Na cirurgia plástica pós-emagrecimento (cirurgia pós-bariátrica) o uso implantes de silicone geralmente associado à mastopexia é frequentemente necessário para restaurar a projeção das mamas. Além disso, implantes de silicone também são muito utilizados na reconstrução de mama.

Aumento das Mamas

Técnica cirúrgica

• Marcação das incisões (inframamárias, periareolares ou axilares) + área de descolamento dos tecidos.

• Antissepsia + anestesia.

• Incisão (4 a 5 cm) e descolamento dos tecidos.

• Confecção de lojas mamárias (subglandulares, subfasciais ou submusculares).

• Revisão de áreas com sangramento.

• Inclusão dos implantes de silicone nas lojas confeccionadas.

• Fechamento das feridas operatórias + curativo + sutiã de compressão.

 

Antes da realização de qualquer cirurgia plástica, é importante que o paciente siga as Orientações pré-operatórias.

O tempo necessário de afastamento do trabalho é de 7 a 10 dias. A paciente poderá realizar a maior parte de suas atividades cotidianas. Entretanto, nos primeiros 2 meses de pós-operatório não é permitido pegar pesos, deitar de bruços ou elevar os braços acima da altura dos ombros. Não se deve dirigir por cerca de 20 dias e o sutiã compressivo deve ser utilizado por cerca de 2 meses. Roxos e inchaços podem aparecer, mas são temporários. Dor é rara e é maior quando os implantes são colocados abaixo do músculo. Não é permitido tomar sol nas cicatrizes por no mínimo 6 meses.

Leia mais em orientações sobre mamoplastia de aumento.

 

FAQ - Perguntas Frequentes: Aumento das Mamas

Cirurgia plástica indicada em mulheres com os seios pequenos ou com o volume menor que o desejado. Também pode ser realizada em mulheres com diminuição da projeção das mamas, após gravidez ou perda de peso. Em mulheres que possuem mamas assimétricas, o uso de implantes de silicone com volumes diferentes pode ser útil para melhorar o equilíbrio do contorno corporal.

A partir de 16 anos (com os seios completamente desenvolvidos) ou 18 anos.

Local com sedação, bloqueio intercostal (anestesia do tórax) com sedação, peridural com sedação ou geral.

De uma a uma hora e meia.

Internação de oito a doze horas. O paciente é liberado no mesmo dia.

Os pontos da pele não precisam ser retirados quando são absorvíveis ou são retirados de 12 a 14 dias quando são inabsorvíveis.

Complicações pós-operatórias são raras. Dentre elas podemos citar: hematoma (acúmulo de sangue), seroma (acúmulo de líquido), infecção, abertura da ferida operatória (deiscência de sutura), alterações cicatriciais, alterações da sensibilidade da mama e do mamilo, contratura capsular (tecido cicatricial rígido em torno do implante), ruptura do implante, enrugamento da pele sobre o implante (“rippling”), assimetria, etc. Não existem evidências de que o implante de silicone possa causar câncer da mama, portanto, é considerado seguro e aprovado mundialmente para uso estético e reparador.

Um resultado definitivo é considerado após 6 meses. As cicatrizes geralmente são pequenas, discretas, além de ficarem escondidas ou camufladas. A cada 10 anos recomenda-se que a paciente faça o exame dos implantes. Não há garantia de que os implantes durem a vida toda, podendo ser necessária à substituição de um ou de ambos os implantes. Não há como prever o surgimento de estrias, pois apesar de poderem surgir com a distensão da pele, dependem da tendência de cada paciente. Gravidez, perda de peso e menopausa podem influenciar na aparência dos seios submetidos à mamoplastia de aumento.

 

Agende uma consulta

Este é apenas um pré-agendamento. A consulta será confirmada por um atendente. Aguarde nosso contato.

 





O Corpo


Escolha e clique em qualquer área do desenho abaixo para saber mais sobre uma cirurgia ou procedimento.